domingo, 9 de junho de 2019

Shavuot/Pentecoste - Semana 06: Deuses do Egito Enfrentando o velho homem


Deuses do Egito
Enfrentando o velho homem
Êxodo 18.1-12 - Ora Jetro, sacerdote de Midiã, sogro de Moisés, ouviu todas as coisas que Deus tinha feito a Moisés e a Israel seu povo, como o SENHOR tinha tirado a Israel do Egito. E Jetro, sogro de Moisés, tomou a Zípora, a mulher de Moisés, depois que ele lha enviara, Com seus dois filhos, dos quais um se chamava Gérson; porque disse: Eu fui peregrino em terra estranha; E o outro se chamava Eliézer; porque disse: O Deus de meu pai foi por minha ajuda, e me livrou da espada de Faraó. Vindo, pois, Jetro, o sogro de Moisés, com seus filhos e com sua mulher, a Moisés no deserto, ao monte de Deus, onde se tinha acampado, Disse a Moisés: Eu, teu sogro Jetro, venho a ti, com tua mulher e seus dois filhos com ela. Então saiu Moisés ao encontro de seu sogro, e inclinou-se, e beijou-o, e perguntaram um ao outro como estavam, e entraram na tenda. E Moisés contou a seu sogro todas as coisas que o Senhor tinha feito a Faraó e aos egípcios por amor de Israel, e todo o trabalho que passaram no caminho, e como o Senhor os livrara. E alegrou-se Jetro de todo o bem que o Senhor tinha feito a Israel, livrando-o da mão dos egípcios. E Jetro disse: Bendito seja o Senhor, que vos livrou das mãos dos egípcios e da mão de Faraó; que livrou a este povo de debaixo da mão dos egípcios. Agora sei que o Senhor é maior que todos os deuses; porque na coisa em que se ensoberbeceram, os sobrepujou. Então Jetro, o sogro de Moisés, tomou holocausto e sacrifícios para Deus; e veio Arão, e todos os anciãos de Israel, para comerem pão com o sogro de Moisés diante de Deus.

Semana 06: Deuses do Egito – Enfrentando o velho homem
Tópicos da semana 06: 1º Como o SENHOR tinha tirado a Israel do Egito, 2º Vindo, pois, Jetro, o sogro de Moisés, com seus filhos e com sua mulher, a Moisés no deserto, ao monte de Deus, 3º E Moisés contou a seu sogro todas as coisas que o Senhor tinha feito, 4º Agora sei que o Senhor é maior que todos os deuses, 5º para comerem pão com o sogro de Moisés diante de Deus

1º Como o SENHOR tinha tirado a Israel do Egito

Até esse momento enfrentamos muitas lutas e confrontos que tentavam nos levar de volta ao Egito. Hoje nossa luta será contra a idolatria! Nosso tópico nos faz lembrar que nenhum deus foi forte o suficiente para nos arrancar das mãos de Faraó.
Deuteronômio 12.29,30 - Quando o Senhor teu Deus desarraigar de diante de ti as nações, aonde vais a possuí-las, e as possuíres e habitares na sua terra, Guarda-te, que não te enlaces seguindo-as, depois que forem destruídas diante de ti; e que não perguntes acerca dos seus deuses, dizendo: Assim como serviram estas nações os seus deuses, do mesmo modo também farei eu. 

2º Vindo, pois, Jetro, o sogro de Moisés, com seus filhos e com sua mulher, a Moisés no deserto, ao monte de Deus

Uma coisa muita natural que acontece é a visita do passado. Existe momentos que somos atormentados pelos fantasmas do passado. Como vamos lidar ou como devemos estar quando esses fantasmas apareceram.
Juízes 6.6-11 - Assim Israel empobreceu muito pela presença dos midianitas; então os filhos de Israel clamaram ao Senhor. E sucedeu que, clamando os filhos de Israel ao Senhor por causa dos midianitas, Enviou o Senhor um profeta aos filhos de Israel, que lhes disse: Assim diz o Senhor Deus de Israel: Do Egito eu vos fiz subir, e vos tirei da casa da servidão; E vos livrei da mão dos egípcios, e da mão de todos quantos vos oprimiam; e os expulsei de diante de vós, e a vós dei a sua terra. E vos disse: Eu sou o Senhor vosso Deus; não temais aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; mas não destes ouvidos à minha voz. Então o anjo do Senhor veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas.
Juízes 8.24-27 - E disse-lhes mais Gideão: Uma petição vos farei: Dá-me, cada um de vós, os pendentes do seu despojo (porque tinham pendentes de ouro, porquanto eram ismaelitas). E disseram eles: De boa vontade os daremos. E estenderam uma capa, e cada um deles deitou ali um pendente do seu despojo. E foi o peso dos pendentes de ouro, que pediu, mil e setecentos siclos de ouro, afora os ornamentos, e as cadeias, e as vestes de púrpura que traziam os reis dos midianitas, e afora as coleiras que os camelos traziam ao pescoço. E fez Gideão dele um éfode, e colocou-o na sua cidade, em Ofra; e todo o Israel prostituiu-se ali após ele; e foi por tropeço a Gideão e à sua casa.

3º E Moisés contou a seu sogro todas as coisas que o Senhor tinha feito

A importância de manter um pregador ativo em nossa vida ainda que seja nos mesmos pregando para nosso consciência. Lembrando sempre que foi o Senhor que nos tirou do poder de Faraó e do pecado.

Salmos 106.1-48 - Louvai ao SENHOR. Louvai ao SENHOR, porque ele é bom, porque a sua misericórdia dura para sempre. Quem pode contar as obras poderosas do Senhor? Quem anunciará os seus louvores? Bem-aventurados os que guardam o juízo, o que pratica justiça em todos os tempos. Lembra-te de mim, Senhor, segundo a tua boa vontade para com o teu povo; visita-me com a tua salvação. Para que eu veja os bens de teus escolhidos, para que eu me alegre com a alegria da tua nação, para que me glorie com a tua herança. Nós pecamos como os nossos pais, cometemos a iniqüidade, andamos perversamente. Nossos pais não entenderam as tuas maravilhas no Egito; não se lembraram da multidão das tuas misericórdias; antes o provocaram no mar, sim no Mar Vermelho. Não obstante, ele os salvou por amor do seu nome, para fazer conhecido o seu poder. Repreendeu, também, o Mar Vermelho, e este se secou, e os fez caminhar pelos abismos como pelo deserto. E os livrou da mão daquele que os odiava, e os remiu da mão do inimigo. E as águas cobriram os seus adversários; nem um só deles ficou. Então creram nas suas palavras, e cantaram os seus louvores. Porém cedo se esqueceram das suas obras; não esperaram o seu conselho. Mas deixaram-se levar à cobiça no deserto, e tentaram a Deus na solidão. E ele lhes cumpriu o seu desejo, mas enviou magreza às suas almas. E invejaram a Moisés no campo, e a Arão, o santo do Senhor. Abriu-se a terra, e engoliu a Datã, e cobriu o grupo de Abirão. E um fogo se acendeu no seu grupo; a chama abrasou os ímpios. Fizeram um bezerro em Horebe e adoraram a imagem fundida. E converteram a sua glória na figura de um boi que come erva. Esqueceram-se de Deus, seu Salvador, que fizera grandezas no Egito, Maravilhas na terra de Cão, coisas tremendas no Mar Vermelho. Por isso disse que os destruiria, não houvesse Moisés, seu escolhido, ficado perante ele na brecha, para desviar a sua indignação, a fim de não os destruir. Também desprezaram a terra aprazível; não creram na sua palavra. Antes murmuraram nas suas tendas, e não deram ouvidos à voz do Senhor. Por isso levantou a sua mão contra eles, para os derrubar no deserto; Para derrubar também a sua semente entre as nações, e espalhá-los pelas terras. Também se juntaram com Baal-Peor, e comeram os sacrifícios dos mortos. Assim o provocaram à ira com as suas invenções; e a peste rebentou entre eles. Então se levantou Finéias, e fez juízo, e cessou aquela peste. E isto lhe foi contado como justiça, de geração em geração, para sempre. Indignaram-no também junto às águas da contenda, de sorte que sucedeu mal a Moisés, por causa deles; Porque irritaram o seu espírito, de modo que falou imprudentemente com seus lábios. Não destruíram os povos, como o Senhor lhes dissera. Antes se misturaram com os gentios, e aprenderam as suas obras. E serviram aos seus ídolos, que vieram a ser-lhes um laço. Demais disto, sacrificaram seus filhos e suas filhas aos demônios, E derramaram sangue inocente, o sangue de seus filhos e de suas filhas que sacrificaram aos ídolos de Canaã; e a terra foi manchada com sangue. Assim se contaminaram com as suas obras, e se corromperam com os seus feitos. Então se acendeu a ira do Senhor contra o seu povo, de modo que abominou a sua herança. E os entregou nas mãos dos gentios; e aqueles que os odiavam se assenhorearam deles. E os seus inimigos os oprimiram, e foram humilhados debaixo das suas mãos. Muitas vezes os livrou, mas o provocaram com o seu conselho, e foram abatidos pela sua iniqüidade. Contudo, atendeu à sua aflição, ouvindo o seu clamor. E se lembrou da sua aliança, e se arrependeu segundo a multidão das suas misericórdias. Assim, também fez com que deles tivessem misericórdia os que os levaram cativos. Salva-nos, Senhor nosso Deus, e congrega-nos dentre os gentios, para que louvemos o teu nome santo, e nos gloriemos no teu louvor. Bendito seja o Senhor Deus de Israel, de eternidade em eternidade, e todo o povo diga: Amém. Louvai ao Senhor.


4º Agora sei que o Senhor é maior que todos os deuses

Quando somos bombardeados pelas lembranças do poder incomparável de nosso Deus, logo somos convencidos que não existe nada e nem ninguém semelhante ou que possa ser comparado.
1 Timóteo 6.11-16 - Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas. Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão, Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém.

5º para comerem pão com o sogro de Moisés diante de Deus

As companhias são sempre fundamental. Nossa companhia diz o que somos e o que representamos.
Quer comer comigo ou andar ao meu lado primeiro tem que ouvir falar de meu Deus e seu poder.
Êxodo 19.10,11 - Disse também o Senhor a Moisés: Vai ao povo, e santifica-os hoje e amanhã, e lavem eles as suas roupas, E estejam prontos para o terceiro dia; porquanto no terceiro dia o Senhor descerá diante dos olhos de todo o povo sobre o monte Sinai.

Shavuot/Pentecoste - Semana 05: Mortos no deserto Abrindo mão do pecado


Mortos no deserto
Abrindo mão do pecado
Números 14.18-24 - O Senhor é longânimo, e grande em misericórdia, que perdoa a iniqüidade e a transgressão, que o culpado não tem por inocente, e visita a iniqüidade dos pais sobre os filhos até a terceira e quarta geração. Perdoa, pois, a iniqüidade deste povo, segundo a grandeza da tua misericórdia; e como também perdoaste a este povo desde a terra do Egito até aqui. E disse o Senhor: Conforme à tua palavra lhe perdoei. Porém, tão certamente como eu vivo, e como a glória do Senhor encherá toda a terra, E que todos os homens que viram a minha glória e os meus sinais, que fiz no Egito e no deserto, e me tentaram estas dez vezes, e não obedeceram à minha voz, Não verão a terra de que a seus pais jurei, e nenhum daqueles que me provocaram a verá. Porém o meu servo Calebe, porquanto nele houve outro espírito, e perseverou em seguir-me, eu o levarei à terra em que entrou, e a sua descendência a possuirá em herança.

Semana 05: Mortos no deserto - Abrindo mão do pecado
Tópicos da semana 05: 1º O Senhor é longânimo, 2º Perdoa, pois, a iniqüidade deste povo, 3º não verão a terra de que a seus pais jurei e 4º porquanto nele houve outro espírito

1º O Senhor é longânimo:


Gosto de comparar a longanimidade com a paciência, mesmo sabendo que ser paciente é sempre suportar e com calma fazer o que deve ser feito. Paz+Ciencia= Paciência (a ciência da paz). Mas a longanimidade esta muito além da paciência, uma vez que a paciência aguarda e concerta, já a longanimidade acredita no melhor de tudo, mesmo que tudo esta indo ao contrario. 

Salmos 103.8-10 - Misericordioso e piedoso é o Senhor; longânimo e grande em benignidade. Não reprovará perpetuamente, nem para sempre reterá a sua ira. Não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos recompensou segundo as nossas iniqüidades.

2º Perdoa, pois, a iniqüidade deste povo:


Um clamor de Moisés em favor do povo, lembrando que no capitulo 11 de Números o mesmo moisés estava bravo com o povo que agora ele clama por perdão. Somos pecadores e seremos bem-aventurados se Deus perdoar nossos pecados.

Salmos 32.1,2 - Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano. 

3º não verão a terra de que a seus pais jurei:


Quando estávamos na vida do pecado, Deus apresentou um mundo melhor e uma realidade bem diferente do que vivianos. Mas é comum com o passar do tempo nos se deixar iludir com o mundo e achar que essa terra é uma ilusão e que o mundo de horror é a realidade. Deus nos ajude a chegar, entrar e morar na terra que Ele prometeu para nós.

Apocalipse 21.1-3 - E vi um novo céu, e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido. E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.

4º porquanto nele houve outro espírito:
Mesmo na igreja existe varias categorias de cristão, e Deus esta esperando ver em nos um espirito excelente. Sempre temos que copiar os melhores.

João 15.14-16 - Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer. Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

Shavuot/Pentecoste - Semana 04: Fome e sede no deserto Transformado pelo conhecimento


Fome e sede no deserto
Transformado pelo conhecimento
Levítico 25.8-10 - Também contarás sete semanas de anos, sete vezes sete anos; de maneira que os dias das sete semanas de anos te serão quarenta e nove anos. Então no mês sétimo, aos dez do mês, farás passar a trombeta do jubileu; no dia da expiação fareis passar a trombeta por toda a vossa terra, E santificareis o ano qüinquagésimo, e apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores; ano de jubileu vos será, e tornareis, cada um à sua possessão, e cada um à sua família.

Semana 04: Fome e sede no deserto - Transformado pelo conhecimento
Tópicos da semana 04: 1º Contarás sete semanas de anos, 2º Farás passar a trombeta do jubileu, 3º Apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores, 4º E cada um à sua família.

Quero lembrar a todos que estamos em uma festa que o número sete tem uma importância muito grande e não poderíamos contar sete semanas de sete dias sem procurar entender o porque desta repetição de setes.
Vou citar alguns texto para que eu posso chamar a sua atenção ao número sete.  

Deus cria o tudo em sete dias: Assim os céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. E havendo Deus acabado no dia sétimo a obra que fizera, descansou no sétimo dia de toda a sua obra, que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que Deus criara e fizera. Gênesis 2.1-3

O texto do resgate apresenta sete Espírito de Deus: E olhei, e eis que estava no meio do trono e dos quatro animais viventes e entre os anciãos um Cordeiro, como havendo sido morto, e tinha sete pontas e sete olhos, que são os sete espíritos de Deus enviados a toda a terra. Apocalipse 5.6

Shavuot é a festas das semanas: Sete semanas contarás; desde que a foice começar na seara iniciarás a contar as sete semanas. Deuteronômio 16.9

Jesus apresenta o modelo de multiplicação de sete como o perdão pleno e perfeito: Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. Mateus 18.22

1º Contarás sete semanas de anos
Na aula de hoje vamos focalizar a festa de jubileu, onde encontramos libertação e restituição ao povo de Deus.
Como falamos antes o número sete tem uma ligação muito grande com a criação, restauração e restituição. Neste primeiro tópico abordaremos o perdão no Shavuot. 
Vamos ler um texto que oferece perdão ao povo e para o sacerdote que pecar. Ou seja Deus planejou em sua perfeição o perdão para quem não deveria pecar.
Levítico 4.1-6 - Falou mais o SENHOR a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel, dizendo: Quando uma alma pecar, por ignorância, contra alguns dos mandamentos do Senhor, acerca do que não se deve fazer, e proceder contra algum deles; Se o sacerdote ungido pecar para escândalo do povo, oferecerá ao Senhor, pelo seu pecado, que cometeu, um novilho sem defeito, por expiação do pecado. E trará o novilho à porta da tenda da congregação, perante o Senhor, e porá a sua mão sobre a cabeça do novilho, e degolará o novilho perante o Senhor. Então o sacerdote ungido tomará do sangue do novilho, e o trará à tenda da congregação; E o sacerdote molhará o seu dedo no sangue, e daquele sangue espargirá sete vezes perante o Senhor diante do véu do santuário.
Levítico 4.16-18 - Então o sacerdote ungido trará do sangue do novilho à tenda da congregação, E o sacerdote molhará o seu dedo naquele sangue, e o espargirá sete vezes perante o Senhor, diante do véu. E daquele sangue porá sobre as pontas do altar, que está perante a face do Senhor, na tenda da congregação; e todo o restante do sangue derramará à base do altar do holocausto, que está diante da porta da tenda da congregação.

2º Farás passar a trombeta do jubileu

O toque da shofa é o anuncio de convocação, anuncio de festa e chamada de transformação. No texto em questão observamos que a o anuncio da libertação e restauração: Então no mês sétimo, aos dez do mês, farás passar a trombeta do jubileu; no dia da expiação fareis passar a trombeta por toda a vossa terra, e santificareis o ano qüinquagésimo.
Devemos cantar ao som de trombeta a libertação e a vinda de nosso Deus.
Joel 2.1 - Tocai a trombeta em Sião, e clamai em alta voz no meu santo monte; tremam todos os moradores da terra, porque o dia do SENHOR vem, já está perto;
1 Coríntios 15.52 - Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

3º Apregoareis liberdade na terra a todos os seus moradores

Sempre vamos sentir saudade do Egito se não aceitarmos a libertação. Fomos arrancados das guarras de Faraó e não temos que viver com medo das acusações e mentiras que tanto Faraó como as nações que passaremos durante a peregrinação irão dizer de nos.
João 8.31-36 - Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

4º E cada um à sua família.

Mais que um processo de libertação, Deus esta oferecendo neste shavuot a restauração de uma família no altar de Deus. Vemos nesta ano aceitar o perdão e a restauração que Deus quer fazer em nos e vamos mergulhar na vontade de Deus. 
Efésios 2.11-22 - Portanto, lembrai-vos de que vós noutro tempo éreis gentios na carne, e chamados incircuncisão pelos que na carne se chamam circuncisão feita pela mão dos homens; Que naquele tempo estáveis sem Cristo, separados da comunidade de Israel, e estranhos às alianças da promessa, não tendo esperança, e sem Deus no mundo. Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz, E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. E, vindo, ele evangelizou a paz, a vós que estáveis longe, e aos que estavam perto; Porque por ele ambos temos acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus; Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina; No qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor. No qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus em Espírito.

Shavuot/Pentecoste - Semana 03: Passando o grande mar Batismo nas águas


Passando o grande mar
Batismo nas águas
Salmos 136.1-26 - Louvai ao SENHOR, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre. Louvai ao Deus dos deuses; porque a sua benignidade dura para sempre. Louvai ao Senhor dos senhores; porque a sua benignidade dura para sempre. Aquele que só faz maravilhas; porque a sua benignidade dura para sempre. Aquele que por entendimento fez os céus; porque a sua benignidade dura para sempre. Aquele que estendeu a terra sobre as águas; porque a sua benignidade dura para sempre. Aquele que fez os grandes luminares; porque a sua benignidade dura para sempre; O sol para governar de dia; porque a sua benignidade dura para sempre; A lua e as estrelas para presidirem à noite; porque a sua benignidade dura para sempre; O que feriu o Egito nos seus primogênitos; porque a sua benignidade dura para sempre; E tirou a Israel do meio deles; porque a sua benignidade dura para sempre; Com mão forte, e com braço estendido; porque a sua benignidade dura para sempre; Aquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes; porque a sua benignidade dura para sempre; E fez passar Israel pelo meio dele; porque a sua benignidade dura para sempre; Mas derrubou a Faraó com o seu exército no Mar Vermelho; porque a sua benignidade dura para sempre. Aquele que guiou o seu povo pelo deserto; porque a sua benignidade dura para sempre; Aquele que feriu os grandes reis; porque a sua benignidade dura para sempre; E matou reis famosos; porque a sua benignidade dura para sempre; Siom, rei dos amorreus; porque a sua benignidade dura para sempre; E Ogue, rei de Basã; porque a sua benignidade dura para sempre; E deu a terra deles em herança; porque a sua benignidade dura para sempre; E mesmo em herança a Israel, seu servo; porque a sua benignidade dura para sempre; Que se lembrou da nossa baixeza; porque a sua benignidade dura para sempre; E nos remiu dos nossos inimigos; porque a sua benignidade dura para sempre; O que dá mantimento a toda a carne; porque a sua benignidade dura para sempre. Louvai ao Deus dos céus; porque a sua benignidade dura para sempre.

Semana 03: Passando o grande mar - Batismo nas águas
1° Louvai ao Deus dos deuses, 2° E tirou a Israel do meio deles, 3° Aquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes e 4º Aquele que guiou o seu povo pelo deserto

1° Louvai ao Deus dos deuses


Nosso assunto hoje esta ligado a gratidão e reconhecimento. Podemos dizer obrigado e até mesmo de mostrar alegria ou forte emoção no ato do agradecimento. Porém qual é a principal forma de demonstrar agradecimento ao Deus dos desuses. Essa expressão nos lembra que para garantir a nossa salvação antes Ele derrotou todos os deuses.
Salmos 96.3-5 - Anunciai entre as nações a sua glória; entre todos os povos as suas maravilhas. Porque grande é o Senhor, e digno de louvor, mais temível do que todos os deuses. Porque todos os deuses dos povos são ídolos, mas o Senhor fez os céus.

2° E tirou a Israel do meio deles


Seguindo o assunto louvor ao Deus que é incomparável é inevitável lembrar que somos o que somos porque foi Ele que mudou nossa história. Além da gratidão ao verdadeiro Deus, devemos sempre lembrar desta fato único na história, e esse é o motivo que a contagem de shavuot inicia depois da pascoa que é uma festa anual para recordar o grande livramento que Deus deu a seu povo. Hoje usamos a mesma festa para recordar tanto a saída do Egito como o resgate na cruz. 
Deuteronômio 32.36-40 - Porque o Senhor fará justiça ao seu povo, e se compadecerá de seus servos; quando vir que o poder deles se foi, e não há preso nem desamparado. Então dirá: Onde estão os seus deuses? A rocha em quem confiavam, De cujos sacrifícios comiam a gordura, e de cujas libações bebiam o vinho? Levantem-se, e vos ajudem, para que haja para vós esconderijo. Vede agora que eu, eu o sou, e mais nenhum deus há além de mim; eu mato, e eu faço viver; eu firo, e eu saro, e ninguém há que escape da minha mão. Porque levantarei a minha mão aos céus, e direi: Eu vivo para sempre.

3° Aquele que dividiu o Mar Vermelho em duas partes


Esta semana é semana de agradecimento e neste tópico quero recordar e se possível pedir que faça algum gesto de reconhecimento para agradecer o dia que Deus abriu o mar sem sua vida. Seja um louvor especial (tem que ser especial), uma oferta, um presente para a igreja ou até mesmo um verso. Nesta semana faça alguma coisa que demonstre sua gratidão a Deus. Isso deve ser publico.
Gênesis 23.10-13 - Ora Efrom habitava no meio dos filhos de Hete; e respondeu Efrom, heteu, a Abraão, aos ouvidos dos filhos de Hete, de todos os que entravam pela porta da sua cidade, dizendo: Não, meu senhor, ouve-me: O campo te dou, também te dou a cova que nele está, diante dos olhos dos filhos do meu povo ta dou; sepulta a tua morta. Então Abraão se inclinou diante da face do povo da terra, E falou a Efrom, aos ouvidos do povo da terra, dizendo: Mas se tu estás por isto, ouve-me, peço-te. O preço do campo o darei; toma-o de mim e sepultarei ali a minha morta.

4º Aquele que guiou o seu povo pelo deserto


Quando se fala de deserto não estamos falando de conforto e nem de segurança. Além de animais, seca, calor, frio também tem os saqueadores. Mas observe esse tópico: Aquele que guiou o seu povo no deserto.
Podemos sim estar exposto a tudo isso, mas não podemos esquecer que somos guiados pelo Deus dos deuses, Deus que nos tirou do Egito, Deus que dividiu o Mar Vermelho em duas partes.
Se temos esse Deus conosco que medo pode o deserto apresentar?
Isaías 43.1-5 - Mas agora, assim diz o SENHOR que te criou, ó Jacó, e que te formou, ó Israel: Não temas, porque eu te remi; chamei-te pelo teu nome, tu és meu. Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti. Porque eu sou o Senhor teu Deus, o Santo de Israel, o teu Salvador; dei o Egito por teu resgate, a Etiópia e a Seba em teu lugar. Visto que foste precioso aos meus olhos, também foste honrado, e eu te amei, assim dei os homens por ti, e os povos pela tua vida. Não temas, pois, porque estou contigo; trarei a tua descendência desde o oriente, e te ajuntarei desde o ocidente.

Shavuot/Pentecoste -Semana 02: Saudade do Egito Enfrentando o pecado


Saudade do Egito 
Enfrentando o pecado
Êxodo 16.1-8 - E partindo de Elim, toda a congregação dos filhos de Israel veio ao deserto de Sim, que está entre Elim e Sinai, aos quinze dias do mês segundo, depois de sua saída da terra do Egito. E toda a congregação dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e contra Arão no deserto. E os filhos de Israel disseram-lhes: Quem dera tivéssemos morrido por mão do Senhor na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas de carne, quando comíamos pão até fartar! Porque nos tendes trazido a este deserto, para matardes de fome a toda esta multidão. Então disse o Senhor a Moisés: Eis que vos farei chover pão dos céus, e o povo sairá, e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu o prove se anda em minha lei ou não. E acontecerá, no sexto dia, que prepararão o que colherem; e será o dobro do que colhem cada dia. Então disseram Moisés e Arão a todos os filhos de Israel: À tarde sabereis que o Senhor vos tirou da terra do Egito, E amanhã vereis a glória do Senhor, porquanto ouviu as vossas murmurações contra o Senhor. E quem somos nós, para que murmureis contra nós? Disse mais Moisés: Isso será quando o Senhor à tarde vos der carne para comer, e pela manhã pão a fartar, porquanto o Senhor ouviu as vossas murmurações, com que murmurais contra ele. E quem somos nós? As vossas murmurações não são contra nós, mas sim contra o Senhor. 

Tópicos da semana 02: 1º Aos quinze dias do mês segundo, 2º Quem dera tivéssemos morrido por mão do Senhor na terra do Egito, 3º E colherá diariamente a porção para cada dia, 4º No sexto dia, que prepararão o que colherem; e será o dobro do que colhem cada dia, 5º E amanhã vereis a glória do Senhor e 6º As vossas murmurações não são contra nós, mas sim contra o Senhor. 

1º Aos quinze dias do mês segundo

É natural que nos primeiros dias ou meses após sair do Egito sentimos falta de algumas coisas, porque nossa vida muda de forma radical e mesmo que a nova vida seja livre e bem melhor sentimos falta de algumas coisas que tínhamos quando estávamos no Egito. Mesmo que seja difícil temos que escolher o que for melhor e permanente. 
Êxodo 21.5,6 - Mas se aquele servo expressamente disser: Eu amo a meu senhor, e a minha mulher, e a meus filhos; não quero sair livre, Então seu senhor o levará aos juízes, e o fará chegar à porta, ou ao umbral da porta, e seu senhor lhe furará a orelha com uma sovela; e ele o servirá para sempre.

2º Quem dera tivéssemos morrido por mão do Senhor na terra do Egito

Uma realidade que poucos tem coragem de assumir. Um desejo muito forte de voltar a vida no Egito. O pecado é prazeroso e por ser movido pelo medo cria uma adrenalina que vicia. Temos que procurar a cura antes que isso nos leve a morte ou destruição.
Romanos 9.1-5 - Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo): Que tenho grande tristeza e contínua dor no meu coração. Porque eu mesmo poderia desejar ser anátema de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne; Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas; Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.

3º E colherá diariamente a porção para cada dia

No Egito trabalhávamos para sobreviver, e no mundo somos assim, porque nossos vícios e costumes giram em torno de nosso ego e prazer momentâneo. Logo no Egito Deus mostrou o valor que Ele da para a família. Quando pediu para que o cordeiro fosse guardado em nossas casas por quatro dias (nos guardamos por sete dias).
Agora aprendemos a pensar em nossa família, futuro e nos mais carentes. Podemos hoje não trabalhar para enriquecer Faraó mas sim pesando em nosso futuro.
Romanos 8.16-18 - O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados. Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.

4º No sexto dia, que prepararão o que colherem; e será o dobro do que colhem cada dia

Seguindo a mesma ideia de colher o que Deus tem para nós, encontramos alimentação vinda da parte de Deus. A dieta de Deus foi pensando em todo o percurso que eles fariam durante a caminha no deserto. Uma coisa que Deus deixou claro para seu povo durante a caminhada foi o peso de sua responsabilidade.
Mateus 6.19-21 - Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam; Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.

5º E amanhã vereis a glória do Senhor


Quando saímos do Egito, saímos com objetivo de fazer uma festa ao SENHOR nosso Deus no Deserto. Ou seja Ela não disse vou te colocar em uma mansão, mas disse faremos uma festa no deserto.
Mateus 17.1-8 - Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte, E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz. E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele. E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias. E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o. E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo. E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo. E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus.

6º As vossas murmurações não são contra nós, mas sim contra o Senhor. 

Nossa tragediaria do Egito ao Sinai, do pecado a libertação é uma caminhada duro e com muitos desafios. Nesta caminhada seremos testados em todos os nossos pontos fortes e fracos. Porém devemos sempre lembrar que o Guia é Deus! Não podemos reclamar da vida, mas sim aprender com ela e procurar fazer o certo da próxima vez. Porque os murmuradores não terão parte na promessa.
Judas 1.16-18 - Estes são murmuradores, queixosos da sua sorte, andando segundo as suas concupiscências, e cuja boca diz coisas mui arrogantes, admirando as pessoas por causa do interesse. Mas vós, amados, lembrai-vos das palavras que vos foram preditas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo; Os quais vos diziam que nos últimos tempos haveria escarnecedores que andariam segundo as suas ímpias concupiscências.

Shavuot/Pentecoste - Semana 01: Saindo do Egito - Arrependimento

Evento anual das semanas (Shavuot/Pentecoste)

Em todos os anos passado nosso congresso (Pascoa), damos inicio a contagem de pentecoste. Onde vamos ter sete domingos de ensinamentos sobre o tema Pentecoste (Shavuot).


Saindo do Egito
Arrependimento
Pastor Luciano Batista


E aconteceu, à meia-noite, que o Senhor feriu a todos os primogênitos na terra do Egito, desde o primogênito de Faraó, que se sentava em seu trono, até ao primogênito do cativo que estava no cárcere, e todos os primogênitos dos animais. E Faraó levantou-se de noite, ele e todos os seus servos, e todos os egípcios; e havia grande clamor no Egito, porque não havia casa em que não houvesse um morto. Então chamou a Moisés e a Arão de noite, e disse: Levantai-vos, saí do meio do meu povo, tanto vós como os filhos de Israel; e ide, servi ao Senhor, como tendes dito. Levai também convosco vossas ovelhas e vossas vacas, como tendes dito; e ide, e abençoai-me também a mim. E os egípcios apertavam ao povo, apressando-se para lançá-los da terra; porque diziam: Todos seremos mortos. E o povo tomou a sua massa, antes que levedasse, e as suas amassadeiras atadas em suas roupas sobre seus ombros. Fizeram, pois, os filhos de Israel conforme à palavra de Moisés, e pediram aos egípcios jóias de prata, e jóias de ouro, e roupas. E o Senhor deu ao povo graça aos olhos dos egípcios, e estes lhe davam o que pediam; e despojaram aos egípcios. Assim partiram os filhos de Israel de Ramessés para Sucote, cerca de seiscentos mil a pé, somente de homens, sem contar os meninos. E subiu também com eles muita mistura de gente, e ovelhas, e bois, uma grande quantidade de gado. Êxodo 12.29-38


Passado nosso congresso (Pascoa), damos inicio a contagem de pentecoste. Onde vamos ter sete domingos de ensinamentos sobre o tema Pentecoste (Shavuot).

Em nossa saída do Egito temos cinco pontos que vamos trabalhar nesta semana para sairmos de vez do Egito.


Antes de iniciar os pontos gostaria de lembrar a vocês o que estamos aprendendo sobre nossa libertação neste ano.

Aprendemos sobre um cordeiro para cada família, e podemos agora entender o grande valor e significado que a Bíblia (cordeiro) tema para nossa vida. Durante sete dias podemos cuidar e amar nossa Bíblia, é obvio que podemos continuar a cuidar bem de nosso cordeiro.

Aprendemos também sobre porcos sagrados, e esse ensinamento é uma forma clara de lembrar que hoje somos salvos, mas não deixamos de ser porcos. Podemos e devemos sempre lembrar de onde Deus nos tirou e como operou grandemente em nosso favor.

Agora vamos aos pontos desta semana que vamos iniciar amanhã.

01) porque não havia casa em que não houvesse um morto
Toda escolha trás consequências, e no Egito devemos lembrar que essa geração nasceu e cresceu como escravos e não sabiam o que era viver como livre. Hoje parece fácil e até fazemos piadas sobre os hebreus. Mas temos muitos apostólicos que ainda mantêm o velho homem vivo e guardado em sua alma. Para deixar o Egito é preciso deixar também os mortos.
Romanos 6.17-23 - Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues. E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça. Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação. Porque, quando éreis servos do pecado, estáveis livres da justiça. E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte. Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. 

02) Levantai-vos, saí do meio do meu povo

Faraó e todos os egípcios temiam a permeância dos hebreus devido as 10 pragas que eles sofreram e por isso pediam que saíssem do Egito. O mundo não aceita você com aparência de apostólico, se for permanecer o Egito tem que evitar falar de seu Deus e se seus costumes.
Êxodo 5.1,2 - E depois foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto. Mas Faraó disse: Quem é o Senhor, cuja voz eu ouvirei, para deixar ir Israel? Não conheço o Senhor, nem tampouco deixarei ir Israel.

03) e ide, servi ao Senhor

Lembrando que essa geração nasceu e cresceu no Egito, e estavam acostumados com os deuses e cultos dos egípcios. Assim como nós que vivíamos fazendo o que achávamos correto e servindo os deuses de nossos pais. Agora somos convidados a sair do Egito e servir ao Senhor Deus.
Êxodo 20.2,3 - Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim.

04) E o Senhor deu ao povo graça aos olhos dos egípcios
Em José o Egito se tornou a nação mais rica do mundo e o povo entrou como família do governador. Mesmo que no decorrer dos anos eles passaram ser visto como escravos e miseráveis, nunca perderam a posição de família de Jacó. Em sua saída do Egito Deus fez com que os egípcios dessem ouro e prata aos povo hebreu e eles sairão do Egito prósperos e armados. Com essa lição quero lembrar aos irmãos que devemos viver de modo que todos tenham respeito por nós.
2 Coríntios 8.21 - Pois zelamos do que é honesto, não só diante do Senhor, mas também diante dos homens.

05) E subiu também com eles muita mistura de gente

A mistura foi a causa de muitas quedas na história do povo hebreu. Poderíamos gastar horas para comentar sobre a mistura e suas consequências. Mas vou apenas lembrar a vocês que sair do Egito trazendo amizades estranhas podem causar grandes perdas em nossa caminhada.
2 João 1.10-12 - Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis. Porque quem o saúda tem parte nas suas más obras. Tendo muito que escrever-vos, não quis fazê-lo com papel e tinta; mas espero ir ter convosco e falar face a face, para que o nosso gozo seja cumprido. 

segunda-feira, 1 de abril de 2019

Divorcio?


Antes de comentar o texto, eu completo que esse texto, quando interpretado pela teologia cristã hoje é ignorando que os adúlteros deveriam ser morto pela lei. Porque se lembrassem deste fato procurariam entender a resposta de Jesus quando afirma a possibilidade dos traído casar-se novamente. Porque a resposta de Jesus foi baseada na pergunta que era qual o motivo do divorcio e não se pode casar-se novamente. Em resposta a isso Jesus usa o texto que diz: Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então será que, se não achar graça em seus olhos, por nela encontrar coisa indecente, far-lhe-á uma carta de repúdio, e lha dará na sua mão, e a despedirá da sua casa. Se ela, pois, saindo da sua casa, for e se casar com outro homem, E este também a desprezar, e lhe fizer carta de repúdio, e lha der na sua mão, e a despedir da sua casa, ou se este último homem, que a tomou para si por mulher, vier a morrer, Então seu primeiro marido, que a despediu, não poderá tornar a tomá-la, para que seja sua mulher, depois que foi contaminada; pois é abominação perante o Senhor; assim não farás pecar a terra que o Senhor teu Deus te dá por herança. Deuteronômio 24.1-4

Ou seja se trata de um noivo que após ser declarado casado descobre que sua noiva não é virgem e ele pode anular o casamento e ambos podem casar com outra pessoa. Vamos ao texto de Mateus.

O texto: E aconteceu que, concluindo Jesus estes discursos, saiu da Galiléia, e dirigiu- se aos confins da Judéia, além do Jordão; E seguiram-no grandes multidões, e curou-as ali. Então chegaram ao pé dele os fariseus, tentando-o, e dizendo-lhe: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? Mateus 19.1-3

A Pergunta: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo?

Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez no princípio macho e fêmea os fez, E disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. Mateus 19.4-6

A resposta: Não! Sendo uma só carne o divorcio é contra o objetivo da criação e também uma amputação

Disseram-lhe eles: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la? Mateus 19.7

A segunda pergunta: Então, por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio, e repudiá-la?

Disse-lhes ele: Moisés, por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas ao princípio não foi assim. Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de fornicação, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. Mateus 19.8,9

A resposta da segunda pergunta: Por causa da dureza dos vossos corações, vos permitiu repudiar vossas mulheres! Se soubesse que o mesmo perdão que deseja de Deus deveria demonstrar aos outros nunca optaria pelo divorcio.

Disseram-lhe seus discípulos: Se assim é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar. Mateus 19.10

Afirmação dos discípulos após ouvir as respostas: Não convém casar se esse é a condição!

Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o. Mateus 19.11-12

Resposta aos discípulos: Quando Deus fez a mulher fez por saber que não saberiam viver sozinho!

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Aula 07 - Criar uma rotina saudável

Aula 07 - Criar uma rotina saudável
Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal. Hebreus 5.14


Saudações apostólicas aos membros do grupo Nação Unicista, como já sabem eu ou Pastor Luciano Batista
Vamos ao áudio 07 com o tema: Criar uma rotina saudável
Lembrando que estou disponível no grupo ou no privado para apresentar auxilio matrimonial.

NÓS SOMOS O QUE FAZEMOS REPETIDAMENTE. A EXCELÊNCIA,
PORTANTO, NÃO É UM ATO, MAS UM HÁBITO.
Aristoteles foi um filósofo grego, aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande

Os militares usam com frequência essa frase tendo em mente que o treinamento continuo cria hábitos de resposta automáticas. Usando isso no âmbito matrimonial e familiar podemos criar rotinas que sejam produtivas e saudáveis.
Exemplo todos orar juntos antes de dormir, estipular uma semana do mês para dedicação espiritual da família e também agendar no mínimo dois dias no mês para lazer e diversão familiar.

Alguns chamam de religiosidades outros chamam praticas terapêuticas, mas chame como deseja o que devemos fazer é criar hábitos que possam contribuir com o sucesso de nossa família

Aula 06 - Manter o foco no alvo

Aula 06 - Manter o foco no alvo
Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces, e não a podendo acabar, todos os que a virem comecem a escarnecer dele, Dizendo: Este homem começou a edificar e não pôde acabar. Lucas 14.28-30

Saudações apostólicas aos membros do grupo Nação Unicista, como já sabem eu ou Pastor Luciano Batista
Vamos ao áudio 06 com o tema: Manter o foco no alvo
Lembrando que estou disponível no grupo ou no privado para apresentar auxilio matrimonial.

Talvez você já trabalhou em um cenário que estava bagunçado e desorganizado e pode rapidamente perceber que o rendimento e totalmente comprometido devido a dificuldade de acesso e localização em meio a desorganização.
Como lemos acima não podemo iniciar um projeto com a poluição de sonhos projetos e muita vontade. Até a boa vontade de ajudar deve ser organizada e planejada e chamaremos isso de limpeza estratégica.
Na aula anterior aprendemos sobre a importância de definir e delegar obrigações e tarefas. Existem famílias que pensam não ser necessário essa organização no âmbito familiar, porém a falta de organização e estrategia estão completamente ligados com a impossibilidade de alcançar ou até mesmo de sair do lugar que está.
Na aula de hoje eu quero incentivar vocês e limpar e organizar as bases e projetos familiar.

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Aula 05 - Casei com a pessoa errada

Aula 05 - Casei com a pessoa errada
Não temos nós direito de levar conosco uma esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas?
1 Coríntios 9.5

Saudações apostólicas aos membros do grupo Nação Unicista, como já sabem eu ou Pastor Luciano Batista
Vamos ao áudio 05 com o tema: Casei com a pessoa errada
Lembrando que estou disponível no grupo ou no privado para apresentar auxilio matrimonial.

Paulo um homem que muitos alegam que ele foi casado e pode ter divorciado ou até viúvo, eu prefiro crer que Paulo por sua dedicação a Deus escolheu viver sem casar. Mas neste capitulo ele mostra que escolher uma esposa com temor de Deus é um direito dado a todos os fieis, mas o problema não é ter uma boa esposa, mas sim ser um bom esposo! Como ter um bom esposa e não ser uma boa esposa é como um avião que  levanta voo tendo uma única asa. Se desejo ter uma boa esposa tenho que ser um bom esposo e o mesmo para a esposa.

Conhecemos a historia de Bate-Seba a mulher de Urias.
No hebraico, o seu nome significa "filha do juramento", ou então "sétima filha".

Não basta ser a esposo do rei ou ainda ter seu filho como sucessor do trono, mas na principal história não ter seu nome mencionado. Dois homens que entraram para a história e uma mulher sem nome. 

E Jessé gerou ao rei Davi; e o rei Davi gerou a Salomão da que foi mulher de Urias. Mateus 1.6

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Aula 04 - Amor incondicional

Aula 04 - Amor incondicional

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. 1 Coríntios 13.4-10

Saudações apostólicas aos membros do grupo Nação Unicista, como já sabem eu ou Pastor Luciano Batista
Vamos ao áudio 04 com o tema: Amor incondicional
Lembrando que estou disponível no grupo ou no privado para apresentar auxilio matrimonial.

Se alguém perguntasse, "Por que você ama seu cônjuge?" Muitos elogiariam e colocaria uma lista de muitas qualidades que seu cônjuge possui.
Mas a segunda pergunta seria, e se seu cônjuge devido algum trauma ou acidente mudasse e perdesse essa qualidade?
Notou que facilmente poderíamos dizer que o amor acabou? Porque só existe única maneira de o amor durar por toda uma vida é se ele for incondicional.
O amor não é determinado por estar apaixonado, mas pelo contrário, ele é determinado por escolher amar. Amor não é sentimento mas sim uma escolha, observe o capitulo que iniciamos, como pode alguém entregar sua vida ou sua riqueza sem amar? Simplesmente quando a motivação é por interesse ou fanatismo.  
A Bíblia se refere a essa espécie de amor utilizando a palavra grega ágape. Ele se difere dos outros gêneros de amor que são: philos (amizade) e eros (amor sexual). Ambos, amizade e sexo, têm lugar importante no casamento, claro, e são definitivamente partes da casa que construímos juntos como marido e mulher.

"Nós amamos porque Ele nos amou primeiro" (1 João 4.19).

Se um homem diz à sua esposa, "Eu não lhe amo mais", ele na verdade está dizendo, "Eu nunca lhe amei incondicionalmente desde o início". Seu amor era baseado em sentimentos ou circunstâncias, não em compromisso. É nisso que resulta a construção de um casamento alicerçado no amor pbilos ou eros. Precisa haver no casamento uma fundação mais forte que a amizade ou a atração sexual. O amor incondicional, isto é, o amor ágape, não será governado pelo tempo ou pelas circunstâncias. Isso não quer dizer, no entanto, que o amor que começa por razões erradas não pode ser restaurado e redimido. Daí vem a importância de participar do curso Construindo uma Casamento Inabalável

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Aula 03 - Comunicação

Aula 03 - Comunicação
E encontrou-se nela um sábio pobre, que livrou aquela cidade pela sua sabedoria, e ninguém se lembrava daquele pobre homem. Eclesiastes 9.15

Saudações apostólicas aos membros do grupo Nação Unicista, como já sabem eu ou Pastor Luciano Batista
Vamos ao áudio 03 com o tema: Comunicação
Lembrando que estou disponível no grupo ou no privado para apresentar auxilio matrimonial.

Segundo os maiores estudiosos do tema família a comunicação é a amar mais forte contra ou a favor da família. Principalmente nos dias atuais onde a comunicação esta quase que extinção dentro do âmbito familiar. Com compartilhar um acidente aéreo onde a comunicação foi o estopim para a morte de 583 pessoas.

Desastre aéreo de Tenerife:

O desastre aéreo de Tenerife foi um acidente aéreo ocorrido no dia 27 de março de 1977, no aeroporto de Los Rodeos (atual aeroporto de Tenerife Norte), localizado na ilha espanhola de Tenerife, Ilhas Canárias. O acidente, no qual envolveram-se dois Boeing 747, um da KLM Royal Dutch Airlines, precedente de Amsterdam e outro da Pan American, precedente de Los Angeles, matou 583 pessoas, sendo o maior desastre aéreo da história. Foi causado por uma combinação de diversos fatores, como terrorismo, clima, erro humano e erro do controle de tráfego aéreo. Este desastre tem sido amplamente utilizado em companhias aéreas para treinamento de seus funcionários.[1]
A explosão de uma bomba no aeroporto de Gran Canária e a ameaça de uma segunda bomba fez com que a maioria das aeronaves com destino a Gran Canaria fossem desviadas para Tenerife, entre eles os voos KLM 4805 e Pan Am 1736. Em Tenerife, os controladores tiveram que estacionar as aeronaves nas taxiways, bloqueando as mesmas. Enquanto as aeronaves aguardavam em solo a reabertura do aeroporto de Gran Canaria, uma densa névoa se formou sobre a pista de Tenerife, já que o aeroporto fica localizado em um platô e é propenso a nevoeiros, o que reduziu a visibilidade.
Quando Gran Canaria reabriu, as aeronaves foram liberadas para decolagem aos poucos. Mas, como as taxiwaysestavam bloqueadas, as aeronaves deveriam taxiar até o final da única pista do aeroporto e lá fazer um giro de 180° e decolar. A neblina era tão densa que nenhum avião conseguia estabelecer contato visual entre si e entre os controladores. Como o aeroporto, naquela época, não tinha radar de solo, os controladores poderiam guiar-se apenas por relatos fornecidos pelos pilotos perante a sua localização.
Logo que o KLM taxiou pela pista e fez o giro, o Pan Am foi autorizado também a taxiar e posicionar-se logo atrás do KLM na espera para a decolagem. Mas, logo após completar o giro, o KLM iniciou a corrida de decolagem, mesmo com o Pan Am ainda taxiando pela pista. Quando o Pan Am avistou as luzes de decolagem do KLM, ele tentou desviar, mas foi tarde demais. O KLM, que tentou decolar mas sofreu um tailstrike e estolou, colidiu com o Pan Am e se despedaçou pela pista.
Como o acidente ocorreu em território espanhol, a Espanha foi responsável por investigar o acidente. O acidente envolveu aeronaves dos Estados Unidos e dos Países Baixos, que auxiliaram na investigação. O inquérito revelou que a principal causa do acidente foi o capitão do voo da KLM decolar sem autorização dos controladores.[2] A investigação especificou que o capitão não tentou decolar intencionalmente, mas acreditava já ter sido autorizado, devido a confusões na pronúncia do inglês.[3] Os investigadores holandeses acusaram a KLM de fornecer mau treinamento a sua tripulação,[4] mas voltaram atrás e acusaram o controle de tráfego aéreo pela má compreensão da língua inglesa.[5]
O acidente teve consequências duradouras sobre a indústria, em particular na área da comunicação. A fraseologia padrão da aviação sofreu severas modificações, reduzindo assim a possibilidade de mal-entendidos. Além disso, foi construído o aeroporto de Tenerife Sul, o qual fica ao nível do mar, evitando a formação de nevoeiros.

Como aprendemos com esse desastre aéreo que mesmo que tudo esta contra o nosso casamento, com bom uso da comunicação podemos vencer todos as berreiras do casamento.